Sal na Papinha? Mitos e Verdades!

Posso colocar sal na papinha do bebe?

Uma dúvida frequente de pais no consultório quando se inicia a introdução alimentar é o uso do sal na papinha. Isso porque até pouco tempo atrás era comum usar o termo “papa salgada” para a comida introduzida para o bebê após o início das frutas. Hoje em dia, este termo foi trocado para papa principal pela Sociedade Brasileira de Pediatria para evitar a confusão.

O sal é um composto de Cloreto e Sódio que são elementos importantes para atividades de diversas células no nosso organismo, mas assim como o seu baixo consumo, o alto consumo (principalmente este) causa inúmeros malefícios, sendo a hipertensão arterial – “pressão alta” a mais conhecida.

Sabemos que NÃO há necessidade de adição de sal na comida do bebê menor que 12 meses!! O sódio suficiente para o funcionamento normal do organismo está presente no leite materno/fórmulas lácteas até os seis meses e estará nos demais alimentos que serão consumidos pelo bebê após os 6 meses até um ano de vida. Isso também vale para o açúcar que falaremos em um outro post.

Um estudo realizado no final do ano passado na Austrália (mostrado no Pediatrics – uma das maiores referências em estudos científicos em Pediatria), mostrou que crianças que ingerem alimentos com muito sal são mais propensas a beber refrigerantes e bebidas açucaradas em geral, o que aumenta o risco de desenvolver obesidade infantil. Os autores do estudo observaram que quanto mais sal elas consumiam, mais líquidos ingeriam. Esses líquidos, entretanto, não eram opções saudáveis, mas sim sucos adoçados e refrigerantes diretamente ligados ao ganho de peso.

O paladar da criança se desenvolve muito entre 6-24meses, portanto nesta fase estaremos criando as preferências alimentares futuras dos nossos filhos. Reduzir a ingestão de sódio e açúcar nesta etapa da vida pode ajudar a definir preferências de gosto e ajudar as crianças a fazerem escolhas alimentares saudáveis na vida adulta. A comida do bebê pode ser, SIM, muito saborosa sem a presença de sal. Temperos naturais como alho e cebola estão indicados, além de ervas como alecrim, tomilho, cheiro-verde, coentro, etc…

Fazer uma comidinha cheirosa e cheia de sabor pode despertar um paladar mais saudável e cheio de experiências incríveis. Além disso, os bons hábitos cultivados agora também previnem seu filho contra obesidade e hipertensão.

Deixe um comentario