A partir de quando o bebê realmente precisa de sapatos

Sapatos de bebê

Os sapatos existem para proteger os pés contra machucados, frio ou queimaduras (chão quente). Assim, só são necessários a partir do momento que o bebê começa a andar em locais fora de casa e que possam trazer algum risco para os pezinhos.  Crianças que andam dentro de casa ou no jardim não precisam de sapatos. Antes da idade de andar, proteja os pés do frio com botinhas de bebês ou meias.

Quando começa a andar, a criança vai preferir fazê-lo descalço porque assim terá melhor noção de onde está pisando e poderá usar os dedinhos para manter o equilíbrio. Os sapatos podem interferir com o aprendizado de andar.

Qual sapato escolher? 

Quando a criança finalmente precisar de um sapato, prefira tênis ou algum sapato com sola flexível, como os mocassins, que permitem a livre movimentação dos pés. Os tênis tem a vantagem sobre sapatos de couro por serem confortáveis, ventilados, fáceis de lavar e não escorregarem. Durante o primeiro ano de caminhada, os mocassins são geralmente melhores. Cuidado com alguns tênis que podem “agarrar” em irregularidades do chão e fazerem a criança cair (atenção para solados de borracha).

Sapatos herdados de irmãos ou parentes podem ser usados se ainda estiverem em boas condições e servirem adequadamente. Pequenos desgastes nos calcanhares não vão causar dores na perna ou nos pés.

Evite saltos, pois podem fazer a criança tropeçar durante os primeiros 2 anos. Sapatos de cano alto também não são úteis, a não ser que a criança prefira esse tipo de calçado.

As crianças com pés planos raramente precisam de um calçado especial, mas nesses casos o ideal é consultar um ortopedista pediátrico.

 Qual o tamanho certo? 

Os pais rapidamente adquirem prática em escolher o tamanho do sapatinho, mas aqui vão algumas dicas.

Calce o sapato na criança e coloque-a em pé. O comprimento deve ter pouco mais de 1 centímetro que o dedão. Na largura, deve ser possível pegar um pequeno pedaço de sapato na maior parte do pé. No calcanhar, o sapato ficar encaixado no pezinho durante a caminhada (peça para seu filho dar uns passinhos e observe se parece confortável). Verifique a flexibilidade da sola que deve ser máxima deve onde o pé flexiona e não no meio do sapato.

Lembre-se que crianças crescem muito rápido, assim os sapatos tornam-se apertados antes que eles se desgastem. Nos segundo e terceiro anos de vida, o tamanho do sapato pode mudar três vezes por ano, então atenção para não deixar seu filho de sapatinho apertado!!

Deixe um comentario