Fraldas e Assaduras

Como escolher as fraldas

O uso das fraldas trouxe conforto para as mães e uma facilidade incrível na higiene do bebê. As fraldas descartáveis revolucionaram pela praticidade que trazem para a mamãe. Hoje, está voltando o uso de fraldas de pano com uma proposta diferente  por serem mais anatômicas, confortáveis e econômicas, além de serem ecológicas por se tratar de um produto reutilizável e não possuírem plástico na composição.

Como escolher o tamanho da fralda?

Deve-se respeitar a indicação de cada fabricante sobre o peso para cada faixa etária de fralda e evitar deixar a fralda muito apertada nas laterais também.

 A cada quanto tempo deve-se trocar a fralda?

Até a criança ter 6 meses de idade, o ideal é trocar a fralda a cada 3 horas pelo menos e também a cada evacuação, exceto à noite. Caso o bebê esteja dormindo bem, não há necessidade de acordá-lo para trocar a fralda. Pode-se aproveitar a hora da mamada para trocar antes ou depois no período noturno nessa faixa etária, depois disso trocar a fralda logo que o bebê acorda é o ideal.

 Quais as dicas para a troca de fralda?

Ter tudo a mão é fundamental. Fralda, pomada de troca, algodão com água ou lenço umedecido e uma fralda de algodão para secar bem as dobras ajuda a evitar assaduras.

Como calcular quantas fraldas uma criança usa de zero a dois anos?

Este cálculo é apenas uma estimativa, pois depende do ritmo de troca e do hábito intestinal do bebê, mas de maneira geral, até os 3 meses usa cerca de 480 fraldas, 3-8 meses 1100 fraldas, 9-18 meses 1500 fraldas e 18-24 meses 1050 fraldas. Total: 4130 até os 2 anos.

O que é a dermatite de fraldas?

É uma irritação da pele na área da fralda causada pelo urina ou por fezes. Ao contrário da crença popular de ser alergia ao tipo de fralda, estas lesões são causadas por uma irritação “química” da pele.

Como prevenir assaduras nos bebês?

Trocar a fralda frequentemente (mesmo que não haja cocô não se deve deixar a fralda úmida com xixi muito tempo).

Evitar o uso excessivo de lenços umedecidos – em casa preferir o uso de algodão e água. Lembrando sempre de secar bem após a limpeza e não deixar umidade no local após as trocas, principalmente nas dobrinhas do bebê.

Aplicar cremes também é indicado já que estes funcionam como uma barreira, mas sem as demais medidas não são tão eficazes.

Deixar o bebê durante o dia por curtos períodos sem fralda também é uma boa medida de prevenção.

Quais os tipos mais frequentes de assaduras?

As causadas por fungos, que ocorrem quando há um excesso de umidade no local e apresentam-se com vermelhidão e pequenas bolinhas/vesículas na pele na área coberta pela fralda e podem piorar rapidamente. As infecções bacterianas são menos frequentes, assim como as causadas pelas fezes quando temos quadros de gastroenterite – diarreias.

 Como tratar as assaduras e qual a importância do uso de itens específicos (formulação)?

Fazer compressas com água (150ml) + Bicarbonato de Sódio (1 colher) ou com chá de camomila em temperatura ambiente ajuda a diminuir a irritação. Pode-se optar pelo uso da Maisena em vez de pomada nas trocas pois ela atua não deixando o local ficar úmido, principalmente as dobrinhas.

Quando persistentes, o diagnóstico diferencial para tratamento específico é importante. Esperar muito em uso de tratamentos caseiros nem sempre funciona e podem fazer com que o quadro evolua rapidamente. Nesses casos, torna-se necessária a avaliação médica para diagnóstico diferencial e tratamento adequado.

Deixe um comentario