Crianças que vão à escola adoecem mais?

crianças que vao a escola adoecem mais

Sim! Principalmente no primeiro ano na escola a tendência é que as infecções sejam freqüentes.  O primeiro motivo é a imaturidade do sistema imunológico. Até o sexto mês o bebê tem sua proteção feita principalmente por anticorpos passados pela mãe e começa, lentamente, a produzir seus próprios anticorpos como resposta à exposição a doenças. O segundo motivo para a criança adoecer mais é o contato próximo com outros adultos e especialmente com outras crianças que podem transmitir doenças mais facilmente pelo fato de levarem objetos e mãos à boca mais frequentemente.
É aceitável que uma criança de até cerca de 3 anos tenha até 12 infecções por ano.
Às vezes vai parecer que seu filho está eternamente doente e que não melhorou mas na verdade é porque como pega uma infecção atrás da outra fica difícil delimitar os períodos de melhora e piora.

 

Então é melhor colocar na escola mais tarde?
Muitas mães trabalham fora e não tem com quem deixar a criança ao término da licença, sendo necessário que o bebê vá para creches ou berçários precocemente. Se você tem a possibilidade de adiar a entrada na escola até pelo menos 1 ano e meio faça isso, mas saiba que não é garantia de que assim seu filho irá adoecer menos. Seu sistema imune estará mais maduro mas ele ainda não terá tido contato com outras crianças e com várias doenças.
É importante saber que a entrada na escola não traz só doenças mas também benefícios. A interação social estimula o desenvolvimento motor e cognitivo da criança.
Além disso, há estudos sugerindo que a exposição a infecções na infância diminui a chance de a criança vir a apresentar atopia (asma, rinite e dermatites).

 

O que fazer para prevenir?
Não é possível prevenir totalmente que a criança fique doente mas alguns cuidados podem ser observados para diminuir as infecções.

▶️ Oriente crianças maiores a não passar constantemente as mãos no rosto e a lavar com frequência as mãos.
▶️Prefira escolas com menos alunos por turma. Assim seu filho terá contato com menos crianças.
▶️Verifique qual é a política da escola em relação ao comparecimento de crianças doentes.
▶️Verifique a conduta da escola em relação à lavagem de mãos e higienização de brinquedos.
▶️Observe a ventilação na escola e renovação do ar (uso de ar condicionado pode ser prejudicial)
▶️Bebês amamentados no peito adquirem maior proteção contra infecções
▶️Em crianças que já comem, mantenha uma alimentação saudável para garantir aporte adequado de nutrientes.
▶️Boas noites de sono são importantes. Não deixe seu filho dormir tarde.
▶️Mantenha as vacinas em dia.
▶️Não exponha seu filho a fumaça de cigarro. Os filhos de fumantes adoecem duas vezes mais.
▶️Leve seu filho ao pediatra periodicamente, mesmo que esteja bem. Ter um pediatra de confiança para recorrer em caso de dúvida é essencial! Idas freqüentes a prontos-socorros podem ser prejudiciais ao seu filho pois a avaliação por médicos diferentes que não conhecem o histórico da criança podem levar ao uso desnecessário e excessivo de antibióticos e outros medicamentos.

Deixe um comentario