Como escolher os brinquedos para as crianças?

Dicas de segurança para escolher brinquedos

O Natal está chegando e as crianças esperando seus brinquedos de presente.

Os olhinhos brilham e as gargalhadas contagiam quando elas abrem os pacotes. Mas até os brinquedos devem ser escolhidos com muito cuidado para não representarem riscos para os pequenos.

Então, aí vão algumas dicas de segurança para garantir a alegria da festa:

Os brinquedos devem ser apropriados à idade, ao interesse e ao nível de habilidade da criança. Um brinquedo que serve para uma criança de mais de oito anos pode ser perigoso para uma que tem três. Crianças com até 3 anos têm tendência a colocar pequenas peças na boca e são mais propensas a engolir ou sofrer engasgos e sufocação. Por isso, os brinquedos não devem ser pequenos e não podem ter partes destacáveis que possam ser colocadas na boca.

Os materiais utilizados na fabricação dos brinquedos devem ser resistentes, não tóxicos e não inflamáveis.

Evite brinquedos com pontas ou bordas afiadas, pistolas com projéteis, dardos e flechas, pois podem causar ferimentos de gravidade variável.

Brinquedos que produzem ruídos acima de 100 decibéis podem prejudicar a audição.

Brinquedos com correntes, tiras e cordas com mais de 15 cm devem ser evitados devido ao risco de estrangulamento de crianças pequenas.

Evite brinquedos com vidros para crianças até 5 anos.

Brinquedos elétricos podem causar queimaduras. Brinquedos ligados em tomadas, com elementos de aquecimentos, com pilhas e baterias, não são aconselhados para crianças com menos de oito anos. As baterias e pilhas contêm conteúdo corrosivo e podem causar sérios danos ao tubo digestivo quando ingeridas ou sufocação quando aspirados.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria

Deixe um comentario